Translate

31/01/2017

Documentários para reconstruir ideias





Existe um certo preconceito por documentários. Talvez esse bloqueio seja por conta das próprias escolas que obrigam seus alunos a assistirem, muitas vezes em aula, coisas que não os interessam. Isso cria uma imagem distorcida dos documentários, que são fontes riquíssimas de informações.
Documentários podem sim, ser muito interessantes. Além do mais, são filmes informativos que passam uma mensagem, desconstruindo e reconstruindo opiniões.

Separamos documentários muito interessantes, que provavelmente vão mudar sua visão sobre alguns assuntos, fazendo com que você 'pense fora da caixa'. Os filmes que foram escolhidos a dedo (e muito bem falados em vários sites em que pesquisamos) são uma pequena amostra grátis do conhecimento em diversos assuntos que todos deveriam ter acesso.






Janela da Alma.

Dezenove pessoas com deficiências visuais diferentes, de miopia à cegueira, contam como se sentem, como se enxergam, como enxergam e imaginam as pessoas, além de suas percepções sobre o mundo. Participam do filme um escritor, um cineasta, um fotógrafo cego, um vereador, entre vários outros ícones que revelam aspectos relativos à visão. 



Cashing Ice

Um relato sobre o aquecimento global em regiões glaciais, feito por um fotografo especializado em meio ambiente. O documentário é razoavelmente novo, lançado em 2012 e mostra as consequências da poluição. Pode ser encontrado na Netflix. 





Ilha das flores

Muito conhecido, o curta-metragem brasileiro (de apenas dez minutos) critica e relata a desigualdade causada pela economia mostrando uma realidade que muitos não querem enxergar.
Lançado em 1989, 'Ilha das Flores' foi eleito pela crítica Europeia, em 1990, um dos cem curta-metragens mais importantes do século. Já em 2015, entrou para a lista dos cem mais importantes filmes brasileiros. É o tipo de filme que fará o telespectador repensar antes de consumir e desperdiçar, principalmente os alimentos.






Quebrando o Tabu

O próprio nome já diz muita coisa. 'Quebrando o Tabu' escuta pessoas de diversos lugares do mundo, mostrando a realidade das drogas, buscando respostas, conclusões e soluções. No longa, Bill Clinton, Jimmy Carter, e ex-chefes de estado como Colômbia, México e Suíça contam porque mudaram de opinião sobre o assunto. Dráuzio Varella, Paulo Coelho, Gael Garcia Bernal também contam suas experiências.





Cortina de Fumaça


“O modelo atual de política de repressão às drogas está firmemente arraigado em preconceitos, temores e visões ideológicas. O tema se transformou em um tabu que inibe o debate público por sua identificação com o crime, bloqueia a informação e confina os consumidores de drogas em círculos fechados, onde se tornam ainda mais vulneráveis à ação do crime organizado”. (Relatório da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia (2009).


Assim como 'Quebrando o Tabu', 'Cortina de Fumaça' é um documentário que fará você rever conceitos. O filme coloca em questão a política de drogas vigente no mundo, dando atenção às suas consequências político-sociais em países como o Brasil e em particular na cidade do Rio de Janeiro. Com aproximadamente 1h30 de duração, inclui a participação de profissionais de várias áreas, como pesquisadores, médicos, advogados, escritores e líderes políticos, de diferentes lugares do mundo contando o que sabem sobre as drogas e como elas realmente agem no organismo. O Jornalista Rodrigo Mac Niven  rompe o silêncio e questiona a visão geral da sociedade reunindo informações em um filme que vale muito a pena ser assistido.





Hippies

O documentário também de 1h30, faz um relato sobre situações (em cronologia) de eventos sobre o movimento Hippie, em especial, nos Estados Unidos. Assim, mostrando melhor como o movimento cresceu absurdamente nos anos 70 e como foi divulgado, através da música e outros meios. Inclui uma detalhada análise do início da Psicoledia e do LSD, mostrando o impacto causado por elas. Ainda são relatados os movimentos e festivais da época, como Woodstock, que entrou para a história. No final do filme, são citados Steve Jobs e Steve Wozniak (Hippies) que foram fortes influencias para o avanço da tecnologia, com muita paz e amor. 





A Corporação

Lançado em 2002, o documentário canadense apresenta o poder das corporações, assim como a mídia, sendo maior e mais influente do que o poder político. Um relato sensacional sobre influência de consumo desnecessário de roupas, aparelhos eletrônicos e até alimentos. O filme mostra até onde vão as organizações para obter lucros, destacando a ganancia, a frieza e principalmente o egoísmo. A própria descrição do documentário diz, que a exposição de ataques às práticas éticas e sociais não serão surpresa para muitos. 






A Carne é Fraca

Prepare seu psicológico e seu estômago. 'A Carne é Fraco' mostra os impactos do consumo da carne, não só no organismo, mas também no meio ambiente, prejudicando (de forma covarde) não só o animal, mas a saúde do mundo. São expostos estudos sobre o consumo de água do gado, a questão da emissão de gases nocivos para a camada de ozônio, o desmatamento da amazônia tanto para serem feitos os pastos, como para o produção de alimentos para os animais. Se prepare para ver todo o processo que a carne passa até chegar a sua mesa. 








The True Cost 

O imenso mercado da moda cresce cada vez mais. Os preços das grandes marcas custam a vida de muitas pessoas. 'The True Cost' mostra a realidade precária de operários que trabalham na empresa têxtil, sendo explorados e vivendo em condições cada vez piores, para satisfazer a grande sede de consumo capitalista. Lançado em 2015, o documentário mostra uma realidade ocultada. 







That Sugar Film


Um documentário divertido, no entanto, que fala sobre uma preocupação mundial: o açúcar. Um rapaz que tem uma alimentação bem estruturada, troca os alimentos consumidos por alimentos com as mesmas calorias, porém com a quantidade de açúcar bem maior. O desafio que dura dois meses, termina em um resultado impressionante.  







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário: