Translate

27/09/2016

Minh'alma



Fecho os olhos e ouço de mais pertinho o barulho do mar. Sinto o vento balançando meu cabelo já embaraçado. Sinto o calor completar minh'alma e o sorriso surge em meu rosto em um ato quase inconsciente. 


Mente no mar e coração nos céus. Abro os olhos e fico observando entre as poucas nuvens até achar o teu sorriso lá. Fico corada em pensar nas muitas vezes que ele esteve bem perto do meu rosto. 



O sorriso se alastra e se transforma em lembranças das nossas melhores risadas, me fazendo reviver a tua gargalhada escandalosa e como era forte o teu olhar fixo no meu. Penso em como éramos fortes quando juntos. Tão intensos, como quando estávamos distantes, sensíveis. 




O comportamento selvagem do mar em uma mistura perfeita com sua calmaria, me lembra teu toque, tua voz tão rouca em dias normais. A cada onda quebrada, uma lembrança se desfaz na areia, vira pó, se transforma em mistura homogênea de amor e saudade. 



Na imensidão azul respiro teu amor por sol, por flores brancas e a mãe natureza, que nos abençoa com meus mantos de pureza e sabedoria. Só você sabe o quão abençoados fomos e somos. A cada suspiro teu, agradeci o universo por isso. 



Olho das rochas um destino distante, sem sofrimento ou abandono. Sem dor e fome. Minh'alma uma vez completa, agora transborda e radia vibrações tão boas que sinto teu coração no ritmo do meu. 



A cada onda que me puxa, mais purificados meus chacras ficam. Meu corpo flutua até a maré baixa cuidar de me trazer a terra, que dela sinto e me orgulho de estar sempre tão perto.



Fecho os olhos por uma última vez, agora pensando em você e se um dia conseguirei parar de sonhar com tudo que fomos e para mim, ainda somos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário: