Translate

31/05/2014

Sobre deixar de sentir sua falta





Então as pessoas me perguntam porque parei de escrever e se a culpa é sua. Respondo sempre ou quase sempre a mesma frase : só escrevo quando sinto. E isso parece virar um ponto de interrogação jogado no ar. Acho interessante essa coisa que " você tem um blog dedicado á textos, precisa escrever " . O que são palavras ? União de sílabas que formam sons ? Pra que ela servem se não forem para expressar algo ? Não acho que escrever seja uma obrigação, prefiro encarar como um hobi, um refúgio.

 É uma droga né? Quando você praticamente esqueceu a pessoa e o aleatório tem que por pra rolar aquela música logo quando você está quase dormindo. Eu pessoalmente costumo até arregalar os olhos assustada. Não estou preparada pra lembrar de você, não tão cedo. Também me assusto quando raramente estou vagabundando no facebook e aparece uma foto sua. Estranho encarar como " conhecido " uma pessoa que só conheci realmente depois que me afastei. Mas felizmente eu realmente não me importo, curto até sua foto com a nova namorada. Guria bonitinha até!

  Não te culpo por nada disso, ao contrário do que noventa e nove por cento das pessoas que conheço fariam. Temos mania de por a culpa nos outros por um "relacionamento" não ter dado certo. E não digo só em namoro, casamento... ficada. me referindo a nossa amizade. Não tivemos nenhuma briga, nenhum desentendimento e mesmo assim sumiu nos ventos. Pior tipo de acabar com alguma coisa...Embora não tenha acabado exatamente. Não que eu espere que você volte com um cartão quilométrico pedindo desculpas. Só aquela sms já deu pra ter uma noção do arrependimento. Mas coisas assim são tipo borrachas : a cada erro, elas diminuem até sumirem. Mesmo que façamos outros amigos, mesmo que você esteja na balada mas distante da que eu frequento, nós dois vamos saber tudo o que passamos, pra sempre. Todas as estrelas contadas, as risadas sem motivos, as fotos bizarras vão continuar sendo as mesmas, nós querendo ou não.

 Se eu digo que não é por você que parei de escrever, não minto, não digo para parecer forte. Não estou omitindo, tentando esconder nada. Todos sabem como eu fiquei sem você e não tive vergonha disso. Da mesma forma, não terei medo de dizer que superei, que sou capaz de dizer "Oi" em frente a cafeteria sem sentir vontade de pular nos seus braços como costumava fazer. A vida anda né? E se não escrevo mais coisas de amor, ou sobre a falta dele, é porque já não me afeta mais. Juro que queria ser até um pouquinho mais melancólica, mas comigo não cola. Não estou completamente forte, mas vou ficar. Além do mais, estou vivendo, um pouco mais devagar do que antes, mas a falta do seu sorriso me fez perceber que existem outros por aí, tão bonitos e tão brancos quanto o seu.

3 comentários:

  1. como isso me define, me descreve me tudo... que profundo :')
    http://blogeuvaidosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. amei o texto
    passa pra conferir os looks la o blog e varias novidades que vão rolar , bj amora
    http://meninamulher-meninapink.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe um comentário: