Translate

27/02/2014

A culpa não é das estrelas, é das pessoas.







Provavelmente, milhões de pessoas estão dormindo agora. Certamente outras milhões estão trabalhando, estudando para algum exame, ou simplesmente estão em suas casas madrugando ao ver algum seriado  americano desinteressante. Algumas podem estar vivendo os melhores momentos de sua vida, enquanto outras pensam em não viver mais. De qualquer maneira, todos enfim, estão no mesmo lugar. Vão para o mesmo lugar, queiram elas, ou não.

  É confuso raciocinar, absorver que não importa aonde estamos, quem somos, quem gostaríamos de ser. No fim, será " o fim ", no literário e sem escolhas. No final de tudo isso, o que vamos levar será apenas o que plantamos e colhemos dentro de nós mesmo. É inevitável.

 Visando no mesmo sentido, mas de outra forma, poucas pessoas sabem ( mas todas deveriam saber ! ) é que nossa galáxia não " sobreviverá " mas de 5 bilhões de anos. Parece muito né ? Está mais do que claro, que nenhum de nós vivos hoje, estaremos lá para presenciar. Mas a questão é : alguém estará.

  Pensando assim, conseguimos até mesmo sentir a agonia de pensar que nosso mundo, nosso gigantesco mundo, perderá todo o brilho e toda sua vida depois que nosso maravilhoso sol " explodir " e se transformar em uma pequena anã branca. É terrível pensar que uma hora os gases acabarão e então tudo voltará para o que um dia já foi : nada.

 O que consegue me agonizar mais, entre tudo, não é saber que um dia morreremos ou que um dia até mesmo as estrelas mais lindas do céu deixarão de existir. Ao parar para pensar em todo o processo de extinção geral do universo, podemos concluir que antes mesmo do mundo começar a auto se destruir, ele está sendo destruído, pela sua própria criação. Não digo só dos desmatamentos, nem mesmo de poluições ou o famoso " aquecimento global ". Ao me referir ao termo " destruição " penso em você, penso me mim.

  Para astrólogos, cristãos, críticos e agregados, o fim assim como o começo, continua sendo uma pergunta sem resposta. Sabemos que coisas com tanta complexidade, talvez não tenham sido feitas para serem compreendidas, no final. Mas, enquanto muitos procuram por provas, criam suas próprias teorias, lutam por suas crenças, poucos são aqueles que vêm que o fim é agora. Já começou e é quase impossível para-lo.

 Ligue uma tv, leia um jornal, ou simplesmente saia de casa e olhe ao seu redor. A cada dia que se passa, mais notícias e histórias ( que antes eram poucas e infelizmente se tornaram comuns ) estão se multiplicando cada vez mais rápido, mais sólidas, ao longo do mundo.

 No século em que estamos, poucos são aqueles que saem a noite em suas cidades, sem ter medo do que poderá esperar por eles. Muitos são os pais que sabem que ao deixar os filhos irem á escola, correm o risco de nunca mais vê-los. Todos nós vivemos um risco, viver é o próprio risco. Mas, e isso ? Não é auto destruição ? Matar alguém que você não conhece, por simplesmente não gostar do time de futebol que ele torce, não é auto destruição ? Roubar e estar automaticamente prejudicando á alguém, não é realmente estar destruindo o mundo ?
 O que isso tudo tem a ver com a galáxia e com as estrelas ? Você acha mesmo que se a sociedade em geral continuar agindo assim, o mundo estará intacto para se " auto destruir " a bilhões e talvez trilhões de anos daqui ?

 Vivemos na melhor " fase " do universo. Vivemos em um mundo aonde o sol brilha todos os dias de manhã, e não importa quem você seja, o quão certo ou errado esteja, o mesmo oxigênio que está disponível para você, é o mesmo que é proporcionado para mim, em termos. Estamos em uma " era " em que mesmo passando por dias de quase 50º C ou - 18º C, ainda temos uma temperatura na qual nos permite sobreviver. Vivemos em um mundo com paisagens que jamais serão perfeitamente recriadas. Estamos em um mundo aonde a diversidade de vida é extensa e maravilhosa e antes que isso acabe, que isso tudo acabe, estamos nos destruindo. Estamos perdendo toda a essência de vida aglomerada em nós. Isso acontece quando você deixa de se importar com os valores do próximo. Isso acontece quando você ACHA que é o centro do universo e esquece existe um Deus que fez isso tudo por ti.

Espero que não seja tarde demais quando as pessoas abrirem os olhos para ver que suas escolhas e atitudes são não só o seu futuro, mas o futuro de todos. Afinal de contas, todos esses acontecimentos em sim já são o fim. Devemos ter mente aberta para compreender que se quisermos que nossa única espécie permaneça em seu único mundo, devemos zelar para que isso seja possível. O fim de fato chegará e infelizmente mais rápido que o previsto, antes mesmo de qualquer explosão, ou qualquer acontecimento natural. Tudo isso já começou, e a culpa não é das estrelas, é das pessoas.




2 comentários:

  1. Perfeito Srta. Neumann!!! A mais pura realidade!!!! Está de parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  2. Gente, estou impressionada com esse texto e com o seu talento! Simplesmente real e maravilhoso! O jeito que você escreve é muito bom, de verdade. Não vi nada além de realidades nesse texto, viu? Continue escrevendo, com certeza continuarei vindo olhar! <3

    Beijos da Tabatha!
    www.naocontapraninguem.com

    ResponderExcluir

Deixe um comentário: