Translate

05/04/2013

Não são apenas folhas secas...







 Nada de bom na TV, mesmo com os milhões de canais. Nada de bom no rádio, nada de bom na internet, nada de bom no dia, nada de bom em mim.

  Tremulas mãos talvez não sejam de nervoso, ou melhor, não são. Tremulas de frio, talvez. Até mesmo em baixo desse cobertor peludo, e fofinho o frio consegue me consumir, e quando digo consumir, digo algo a mais do que pensou. Esse frio esquisito, que sinto agora, não tem a ver com a temperatura ambiente, mas com os males da alma, sei disso, e você também deve saber quando acontece .

 Imagino até que, além do frio, existem outras temperaturas que estão na nossa consciência . Bem, melhor substituir ' temperatura ' por 'estações'. Sim, as estações da alma, concluo.

Quem nunca gelou por dentro quando viu aquela pessoa na sua frente? Que não sentiu um frio na espinha, um arrepio dos fios da cabeça, até a unha do mindinho?  E desejou nunca mais sentir aquilo, de tão apavorado que ficou?

Quem nunca sentiu borboletas no estômago, quando fechou os olhos e imaginou o sorriso da pessoa amada ? Se você nunca fez isso, tente agora mesmo! Deixe suas borboletas voarem e não só elas, mas também os sentimentos, as razões.

 Acredito que, borboletas e folhas sejam da mesma especie, não querendo contrariar  a ciência, nem questionando as possibilidades mas, da mesma forma que borboletas voam no nosso estômago, folhas secas caiem de nossos corações. Folhas de árvores tristes, enfraquecidas, desvalorizadas e mortas em pleno inverno.

 Não venha me chamar de doida e desinformada, pois para sua informação, isso acontece frequentemente com pessoas do mundo todo. Vai dizer que não sabia? Vai querer dizer que nunca sentiu dor no peito, quando a mágoa estava forçando para entrar no seu coração, e assim destruí-lo? E sim, se isso aconteceu, pode ter certeza de que as folhas caíram, mais não deixe que as pessoas as vejam como folhas secas e sem valor. Não deixe que as pisem, que as joguem fora.

  E então você me pergunta: se novas folhas irão florescer por que devo guardar as velhas? E a resposta é rápida e objetiva: deve guarda-las para lembrar que precisou deixa-las caírem para que as novas pudessem contar novas histórias . Demorou? Claro, você precisou esperar até a próxima estação para que elas florescessem, mas por mais que a primavera tivesse demorado, ela chegou e reconstruir sua árvore, não é mesmo?

 Acabo de perceber que por causa de um friozinho nas mãos, acabei navegando nos meus pesamentos e relembrando de todas as folhas que guardo comigo. Além do mais, deixe que elas caiam. Não me refiro apenas ás folhas, mas também ao seu coração. Substitua a primavera pelo tempo e deixe que ele sim, reconstrua o que um dia foi perdido.

Um comentário:

  1. Muiti lindo. Impossível não conhecer mais de nós mesmos nos seus textos. Semp me identifico é como se vc desse voz aos sentimentos q n entendemos amei

    ResponderExcluir

Deixe um comentário: